MUDOU PARA

MUDOU PARA
www.ralphlichotti.blogspot.com/

www.ralphlichotti.blogspot.com/

www.ralphlichotti.blogspot.com/
www.ralphlichotti.blogspot.com/

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

PT lidera participação no Senado, nas Assembléias e na Câmara Federal

A mais importante lição que o trabalhador brasileiro apreendeu em suas lutas é que a democracia se constrói pelas suas próprias mãos ou não virá. E por isso este trabalhador fez do PT o maior partido do Brasil com

4.193 vereadores;
535 Vice-Prefeitos,
558 Prefeitos
149 Deputados Estaduais;
88 Deputados Federais;
13 Senadores eleitos;
5 governadores.

Agora depois de oito anos da eleição que consagrou um trabalhador metalúrgico como o maior Presidente da história do Brasil, O PT E O TRABALHADOR BRASILEIRO quebram mais um tabu MUNDIAL, o machismo, e elegem pela primeira vez UMA MULHER PARA PRESIDENTE do Brasil.


O PT repetiu em âmbito estadual o bom desempenho obtido na eleição do último domingo (3) para o Legislativo federal, quando conseguiu a maior bancada na Câmara dos Deputados e a segunda no Senado.

Segundo dados compilados pelo G1, a sigla do presidente Luiz Inácio Lula da Silva elegeu 149 deputados estaduais e distritais (do Distrito Federal) pelo país, um aumento de 18% em relação à eleição de 2006.

Com o resultado, o PT se tornou o partido com o maior número de deputados estaduais no país, seguido pelo PMDB (147 deputados) e pelo PSDB (123).

O PMDB, que liderava o ranking em 2006, perdeu 17 deputados (queda de 10%). Já o PSDB perdeu 29 cadeiras (queda de 19%).

Entre os dez partidos que integram a coligação que apoia DIlma Rousseff (PT) à Presidência, apenas o PMDB reduziu sua bancada de deputados estaduais e distritais. Os outros nove partidos da coligação governista (PT, PDT, PSB, PR, PCdoB, PRB, PTN, PSC e PTC) ampliaram suas bancadas, entre eles o PRB do vice-presidente José Alencar, que passou de três representantes em 2006 para 18 a partir de 2011.

Já entre a coligação que apoia José Serra (PSDB) à Presidência, apenas o PTdoB registrou aumento (18%) em sua bancada de deputados estaduais e distritais. Os outros cinco partidos (PSDB, DEM, PTB, PPS e PMN) elegeram menos deputados para as Assembleias Legislativas do que no pleito de 2006.

* Colaborou Mariana Pasini, do G1 em São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário